Desgaste Emocional no Trabalho: Entenda porque você chegou no seu limite

Se você não quer mais ir trabalhar, vai forçado e sem energia, cuidado! O desgaste emocional no trabalho te pegou.

É normal termos preguiça devido ao horário e obrigação de ir trabalhar, onde é necessário saber distinguir os dois, vamos entender como?

O que é o Desgaste Emocional no Trabalho?

O desgaste emocional no trabalho é resultante de problemas repetitivos ou a rotina exaustiva do trabalho, onde no seu mais comum está a repetição e sobrecarga.

Por esse motivo, para ser considerado desgaste emocional no trabalho, você deverá passar por alguma situação repetidamente, ou de forma muito intensa, a ponto de te levar ao seu limite.

E dai já viu ne?! Você fica indisposto, sem vontade, sem objetivo, foco ou até mesmo interesse para trabalhar.

A rotina fica pesada e você fica improdutivo, o que pode acarretar até mesmo na sua demissão.

Os sintomas do Desgaste Emocional no Trabalho

  • Ansiedade
  • Baixa autoestima
  • Cansaço físico e mental.
  • Depressão
  • Derrotismo
  • Dificuldade de concentração.
  • Dores de cabeça
  • Dores no corpo
  • Estresse.
  • Fadiga.
  • Falta de interesse.
  • Falta de paciência.
  • Ficar contanto os minutos.
  • Hipertensão.
  • Indisposição.
  • Inércia.
  • Inquietação;
  • Insatisfação profissional.
  • Irritabilidade.
  • Isolamento.
  • Lapsos de memória.
  • Mudança de humor.
  • O tempo não passa.
  • Pessimismo
  • Problemas digestivos.
  • Tristeza.
JAB - Desgaste emocional no trabalho corpo
JAB – Desgaste emocional no trabalho corpo

Motivos para o Desgaste Emocional no Trabalho

  • Alta demanda e pouco salário e benefícios.
  • Colegas de trabalho abusivo.
  • Distância do trabalho e casa.
  • Falta de capacidade da equipe.
  • Falta de oportunidades.
  • Falta de promoção ou valorização do profissional.
  • Insatisfação com a profissão.
  • Rotina maçante.
  • Trabalho de formiga ou repetitivo.

Enfim, são infinitos os motivos, onde os mais comuns são os listados a cima.

Como resolver o Desgaste Emocional no Trabalho

Bom, não existe uma regra absoluta, pois cada pessoa e cada caso são diferentes. Contudo, existem algumas coisas que você pode reparar para tentar resolver o problema:

1 – Trocando de emprego ou profissão

Se não tem saída, não tem, o trabalho já não funciona mesmo, e na maioria dos casos é isso o que acontece.

Mudar sua vida e planos não é sinônimo de fracasso, onde muitas vezes na verdade, é a mudança que faz a diferença e crescemos com isso.

Por isso, se antecipe, programe-se e encontre um novo emprego que te agrade.

Para isso, pode ser interessante investir antes em um curso ou capacitação.

2 – Faça uma mudança de rotina

Algumas vezes, fazer uma mudança de rotina ajuda a dar aquele empurrãozinho na direção certa.

Por esse motivo, analise as tarefas que mais te desgastam emocionalmente e as que menos, e faça uma lista de prioridade.

Veja as que podem ou melhor, precisam de uma mudança para ficarem mais leves e menos desgastantes e aplique essas mudanças.

As vezes, fragmentar uma tarefa em várias outras menores, ajuda a deixa-la mais agradável de se fazer.

3 – Analise a sua equipe

Faça uma analise das pessoas que você se relaciona, seus objetivos e forma que trabalha.

As vezes, nossos ciclos profissionais ou sociais podem contribuir com a nossa estagnação e infelicidade.

Contudo, não é preciso fazer cortes, apenas ampliar o seu ciclo, trazendo mais pessoas ou então dividindo mais seu tempo com outras pessoas.

Pessoas movem pessoas e isso é fato, veja uma boa forma de ajudar e também ser ajudado, para que todos evoluam e cresçam.

4 – Analise a empresa e as pessoas de cargo mais alto

As vezes, a empresa ou os nossos superiores possuem uma política que não é tão agradável, que aceitamos devido a necessidade por dinheiro.

Mas agora, já foi, e você precisará usar esse conhecimento ao seu favor.

Agora você poderá procurar uma oportunidade que combine mais com você e levando como otimismo como a outra empresa era e o quanto você aprendeu

5 – Remuneração e benefícios

Por último analise sua remuneração e benefícios e veja se eles não são muito baixos.

Compare com os mesmo cargos em outras empresas e veja se você está sendo desvalorizado de alguma maneira.

Trabalhamos por dinheiro, e por esse motivo, esse é o principal motivador para se realizar as coisas.

Por esse motivo, esse é o principal motivo do desgaste emocional no trabalho, pois onde nos sentimos desvalorizados, perdemos a empolgação.

 

Agora, se você estiver sentindo o desgaste devido alguma ameaça, medo ou porque alguém ameaça a sua segurança ou sanidade mental a todo momento, dai aconselhamos que você tente usar umas das estratégias para resolução de conflitos.

Veja todas as vagas de Jovem Aprendiz e se inscreva em todas da sua região.
Curta nossas redes sociais Insta, Face e Twitter e receba vagas direto no seu feed.
Compartilhe esta vaga no seu feed! Ajude quem precisa de um emprego.